UOL

★ Blog Mais Legal UOL 2009

UOL

★ Blog Mais Legal UOL 2011

Link-me!




Histórico:

- 01/08/2014 a 31/08/2014
- 01/12/2013 a 31/12/2013
- 01/09/2012 a 30/09/2012
- 01/03/2012 a 31/03/2012
- 01/02/2012 a 29/02/2012
- 01/12/2011 a 31/12/2011
- 01/10/2011 a 31/10/2011
- 01/08/2011 a 31/08/2011
- 01/07/2011 a 31/07/2011
- 01/06/2011 a 30/06/2011
- 01/05/2011 a 31/05/2011
- 01/04/2011 a 30/04/2011
- 01/03/2011 a 31/03/2011
- 01/02/2011 a 28/02/2011
- 01/01/2011 a 31/01/2011
- 01/12/2010 a 31/12/2010
- 01/11/2010 a 30/11/2010
- 01/10/2010 a 31/10/2010
- 01/09/2010 a 30/09/2010
- 01/08/2010 a 31/08/2010
- 01/07/2010 a 31/07/2010
- 01/06/2010 a 30/06/2010
- 01/05/2010 a 31/05/2010
- 01/04/2010 a 30/04/2010
- 01/03/2010 a 31/03/2010
- 01/02/2010 a 28/02/2010
- 01/01/2010 a 31/01/2010
- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008



Outros sites:

- Ao pé da Pitangueira (INDICO!!)
- Trocando em miúdos... (INDICO!!!)
- Frescuras de Jujubah
- Ingryd's Blog
- Emilia Abreu Antigo
- Fc Cesar Cielo


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line





- Postado por: Emy =) às 22h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




O tempo voa...

Há tanto tempo não escrevo por aqui.. poderia culpar a falta de tempo (o que não seria muito mentiroso), mas sinceramente, foi por não querer mesmo. E talvez, isso tenha contribuido para que algumas coisas tenham acontecido..

A vida inteira me fiz de forte e era admirada por isso. Acontece que chegou um certo momento em que eu não consegui mais ser assim... Até tentei não levar desaforos pra casa, mas sabe como é, não é muito minha praia isso. Desde 2012 vinham acontecendo algumas coisas que eu não sabia o que era, como a minha pressão que volta e meia caía. Cheguei ao ponto de ir ao médico e ele dizer que deveria ser psicológico. Obvio que era! Isso estava estampado na minha cara e eu sabia muito bem disso! Só nao admitia...

Entrei no tratamento com a psicologa (um anjo na minha vida!!), mas as coisas foram apertando e de repente me vi numa realidade que até então era muito distante pra mim: TCC, formatura, estágios, etc. E no auge de tudo isso, ainda perdi meu avô paterno. Na mesma semana, marquei minha tão sonhada cirurgia (mastopexia). Era um misto de sentimentos que eu não dei conta e desenvolvi então a Sindrome do Pânico.

Certo dia fui na rua com minha mãe pela manhã e me vi sem ar, meio tonta, logo pensei "minha pressão!". Pedi para que sentassemos em uma lanchonete próxima para que eu pudesse comer algo como forma de voltar com a pressão ao normal. Ela não voltou. Meu coração palpitava, minha visão ficava turva, eu sentia que ia desmaiar. Ao mesmo tempo, via o desespero da minha mãe, em nao saber o que fazer comigo, o que estava acontecendo. Logo ela pediu ajuda a um taxista e este se pos a me levar em casa. Melhorei...

A noite, a mesma sensação. Mas ela piorou. Quem nunca passou por isso, jamais entenderá o que se passa na cabeça de alguem com tal síndrome (até entao desconhecida por mim). Naqueles instantes de crise, parecia que eu tinha uma arma apontada na minha cabeça e que a qualquer momento morreria. É como se você soubesse que estava prestes a acontecer algo muito ruim, e, ao inves de você ficar tranquilo com isso, você desespera. 

Foram três dias consecutivos de crises, idas à psiquiatra, à psicologa, meses sem andar a pé pelas ruas, cirurgia cancelada, entre outros diversos acontecimentos.

Graças ao meu bom Deus, tive pessoas maravilhosas ao meu lado que me ergueram e me fizeram acreditar que eu era muito mais do que minha propria mente queria me fazer acreditar!

Após um periodo melhor, voltei a ter algumas crises.. não tao severas, uma vez que sou medicada.

É como se eu estivesse num beco sem saída. É como se eu nunca fosse melhorar. Não há doença pior no mundo que aquela que nosso próprio corpo cria. 

Mas eu sou mais forte que isso! Eu tenho planos, sonhos e sei que vou conquista-los, haja pânico ou nao! Deus não dá aquilo que eu não possa suportar! Sou maior que todos os meus problemas!

Mais uma vez vou superar, e eu preciso gritar isso! 

EU VOU SUPERAR!!!!! DEUS ESTÁ COMIGO!!!!!

Amem.



- Postado por: Emy =) às 00h04
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Naquela mesa tá faltando ele..

... e a saudade dele tá doendo em mim!



- Postado por: Emy =) às 23h24
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Timidez ou ignorância?

 

Quem me conhece sabe muito bem que não sou daquelas pessoas que chegam em qualquer lugar e entrosam com qualquer pessoa. Na verdade estou longe disso. Posso chegar em qualquer lugar, que só vou conversar com algum desconhecido por dois motivos: 1- Ele puxou assunto; 2- Preciso urgentemente de alguma coisa e não tenho ninguém que faça isso por mim. Pra ser sincera, venho trabalhado com esse meu 'defeito' há algum tempo e já melhorei bastante. O fato é: quem me conhece sabe disso, mas quem não conhece.....

A situação de você começar a namorar já te dá uma certa insegurança quando o assunto é conhecer (e agradar) a família e os amigos do amado. Tudo bem que não fui tão mal nestas questões, mas SEMPRE ouço 'ela é quietinha né?' ou 'olha os dois, eles não se largam'.

Isso me incomoda, pois eu tento ser o mais sociável possível que consigo! A família do bofe já acostumou.. brincam comigo, me zoam por isso, mas me entendem. Sabem que não sou assim e não se incomodam. Os amigos do Júnior também não. Mas hoje ele veio me falando do pessoal que trabalha com ele. Aí sim, chateei.

Sábado passado marcaram uma ida à uma chácara para jogar pelada. Estava tudo ok até a pelada virar uma festa para os funcionários da academia (o bofe é personal trainer). Confesso que eu não queria ir e dei crise em casa dizendo que estava sem roupa. No fundo, não era a roupa que me incomodava. Era a festa.

Eu sabia que chegaria lá e ficaria sozinha. O bofe ia jogar a pelada e eu iria fazer o que? Não conhecia ninguém (sem contar o meu colega de faculdade que tb é personal, mas ele estava de namoradinha nova e não a largou um segundo). Mas mesmo assim fui, pois reconheço a importância para o profissional participar desse tipo de encontro.

No inicio estava tudo bem até começar o futebol. Fiquei meio perdida, mas colocaram cadeiras pra gente assistir à partida. Ótimo!!! Fico olhando pro jogo e não preciso conversar com ninguém. Dito e feito!

Junto comigo, tinham duas mulheres. Uma mais velha e outra, aparentemente mais nova. A mais velha já era casada com um personal e a outra era namorada, como eu. Ambas estavam tão perdidas quanto a bonita aqui, e juntas ficamos assistindo ao jogo. Sem dizer uma palavra. Mas confortava saber que tinha mais alguém na mesma situação que eu. E acredito que elas pensaram a mesma coisa.

Tudo estava lindo ate começar a chover e sermos obrigadas a sair dalí. Lembro de eu ter olhado pra mais nova e ela ter feito uma cara do tipo 'fudeu'. Comentei 'melhor ir lá pra dentro, né?' e as duas concordaram. Peguei minha cadeira e voltei pra casa da chácara. Era um lugar no qual eu ainda enxergava o campo, mas era longe. Lá estavam todas as mulheres que fazem parte da equipe de funcionários da academia, além das donas e alguns caras que não quiseram jogar.

Quando olhei pros lados, não vi as minhas duas companheiras. Sei lá pra onde elas se enfiaram, mas juro que eu desejava ter sumido também. Cheguei onde estava o resto do pessoal e vi dois grupos sentados separadamente, cada um em uma extremidade do galpão. Ambos eram rodas fechadas de gente conversando. Fui arrastando a cadeira bem devagar, para que alguém me notasse e me chamasse pra participar de alguma roda. Jamais chegaria em uma delas e falaria 'abre aí, quero participar'.

Ninguém me chamou.

Peguei minha cadeira, 'estacionei' ela bem no meio do galpão e sentei numa mesa vazia.

Ninguém me chamou.

Peguei meu celular e liguei pra minha mãe (assim como faço TODAS as vezes que me sinto sozinha em algum lugar). É uma boa tática. Qualquer coisa é só dar a desculpa 'vim atender o telefone mais distante por causa do barulho'. Mas ok, ninguém se interessou pelo que eu estava fazendo. Bati papo com ela até que notei que as minhas duas companheiras estavam voltando. Uma ficou em pé meio perdida e a outra já veio em minha direção. Depois a outra veio também. As duas puxaram suas cadeiras pro meu lado e ficamos na mesma posição que estávamos quando vimos o jogo.

Continuamos sem abrir a boca. Mas estava bom.

O jogo finalmente termina. Mas para meu desespero, todos os jogadores - inclusive o bofe - resolveram pular na piscina. Ok, mais 15 minutos sozinha.

Quando o Junior finalmente chega pra perto de mim, ele já estava com um prato de churrasco+arroz na mão e me diz 'pega pra você também'. Fui e voltei pro mesmo lugar.

A partir daí, onde ele ía, ele segurava a minha mão e me levava, pois sabia minha situação alí. Um tempo depois fomos embora.

Hoje, depois de duas semanas, estávamos conversando normalmente até que eu desabafo:

- Hoje mais uma integrante da sua familia que nao me conhecia, me chamou de quieta.

Ele riu e disse:

- Relaxa, todos já te conhecem e sabem como você é.

Retruquei:

- Mas eu me incomodo! Hoje eu conversei com todo mundo, fiz de tudo pra agradar... mas tem gente que não reconhece isso.

Ele:

- Eu percebi, mas eu sei que tem gente que não reconhece. Me disseram na academia que você é muito quieta e chiclete.

Minha vontade sinceramente é de chegar lá e xingar um por um. Ahhhhhhh, pelo amor de Deus! Ninguém conversou comigo, ninguém interagiu. Só vinham falar comigo para dizer 'se quiser bebida, tem na cozinha'. Queriam o que? Que eu chegasse 'VAMO LÁ GALERÊ, VAMO ABRIR A RODA PORQUE A EMÍLIA CHEGOU!'??? Porque não é possível!!!!!!! As moçoilas só sabiam exibir as pernas à lá Ivete Sangalo pros machos e os caras só queriam mostrar o abdomen tanquinho e tirar onda porque não comiam comida gordurosa e que estava na hora de tomar os suplementos! Esse não é meu mundo. Essa não é minha turma.

Poxa, não era ignorância ou melosidade, era o fato de estar num lugar rodeada de pessoas que sequer quiseram conversar comigo. Faz questão? Então conversa você! Porra!

M.E.



- Postado por: Emy =) às 00h29
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Parabéns, amor!

Há um tempo eu imaginava que pra eu gostar de um cara, ele teria que usar bermuda xadrez, tênis branco e um relogio prata enorme no braço. Achava lindo. Ele também teria que ser o mais romântico que eu já tivesse conhecido. Teria que lembrar todas as datas de aniversário de namoro, de idade, de qualquer momento marcante. Me levaria pra sair em lugares bonitos e bares bacanas sempre. Iria em todos os shows comigo e fosse fissurado no Gevê Folia - como eu. Gostaria das mesmas coisas e tivesse as mesmas opiniões que eu. Por fim, tivesse idade quase igual à minha, pra cabeça ser igual.

Não vou dizer que não encontrei. Encontrei. Mas não teve a graça que eu achei que teria.

E depois de um tempo, eu, linda, leve e solta solteira, não estava nem um pouco afim de achar alguém. Estava ótima daquele jeito. Mas se tem uma coisa que minha mãe sempre diz e eu acredito é o tal do "quando você menos espera, acontece".

Me aparece um completamente contrário ao que eu desejava (ou achava que desejava). Bermuda xadrez e tênis branco são itens que não entram no guarda roupa dele. O relógio era preto e estava quebrado. Datas? Experimenta perguntar à ele o meu aniversário! Depois de uns três chutes, quem sabe ele não acerta? Lugares bonitos e bares bacanas... é, acontece... de vez em quando. Na maioria das vezes o programa de sábado a noite é ficar em casa jogando conversa fora e quando é pra sair, é pra algum lugar pra comer. Todos os shows já não é realidade e Gevê Folia foi depois de muita insistência. Nossos gostos e opiniões são os mesmos em poucas situações.

Mas não é que os opostos se atraem mesmo? Esse cara aí, contrário ao que eu um dia quis, faz hoje os meus dias serem muito mais completos e me faz bem do jeito que ele é.

Em maio completo 20 anos e hoje, ele faz 25. O presente que dei à ele foi um relógio novo, prata e preto, pra unir nossos gostos rs.

Mas o melhor presente é de Deus: nossa união.

Parabéns, meu amor! Toda a felicidade do mundo pra você! Sempre!

Te amo!

Emília.



- Postado por: Emy =) às 02h17
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Três anos.

 

Há três anos meu carnaval era vazio, sem cor, sem você..

A saudade transborda em mim!

Te amo, meu velho! Pra sempre!

Da sua flor, Emília. - 19/02



- Postado por: Emy =) às 14h48
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Adeus 2011..

Em 2010 foi assim.. terminei o ano sem saber o que esperar de 2011. Não tinha o que pedir e por isso foi uma espécie de "deixa a vida me levar".

Não foi um ano ruim, mas foram poucos os acontecimentos que realmente me farão lembrar deste ano.

Poucos, mas que se encaixaram no que a gente sempre espera que aconteça: paz, alegria, dinheiro e, o mais evidente em 2011, amor.

Pra ser sincera, em 2012 também não tenho muito a esperar. Entretanto, não quero que seja como o ano que está acabando.. 

Desejo sinceramente que seja um ano que marque. Que me faça querer sempre voltar. Que me dê saudades quando acabar.

Que 2012 seja repleto de alegrias, de felicidades, de paz, dinheiro e amor! Muito mais repleto que 2011!

É o que eu espero pra mim e pra você.

Boas festas!

M. E.



- Postado por: Emy =) às 17h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Sumida.

Vim aqui pedir desculpas pela minha sumida deste blog! Há tanto queria escrever! Inspiração me vem sempre, mas aí o tempo se torna meu inimigo e acabo não conseguindo passar aqui.

Vou te contar viu, conciliar faculdade, familia, amigas e namorado é de outro mundo! Mas tá tudo em equilíbrio, graças a Deus.

Oi? É, você leu certo.. namorado.

Sabe o cara do post 'Conversa de Elevador' logo alí embaixo? Então, hoje meu pai também o conhece. rs

Prometo passar aqui mais vezes! 

Beijos, M.E.



- Postado por: Emy =) às 02h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mudanças.

Mudei. Acho na verdade que todos mudam, mas nem sempre reconhecem isso. Por não terem tempo de olhar para si mesmos ou talvez porque não querem mesmo - seja mudar ou olhar 'para dentro'. Só que minhas mudanças são muito evidentes, pelo menos pra mim. E não, não falo das mudanças físicas... é questão de atitudes, princípios... 

Pessoas já não me dão tanto medo mais. Hoje sou capaz de conversar com qualquer um e até de introduzir assuntos na roda. Respondo também. Além disso, exponho minha opinião sem pensar se todos estão de acordo ou não. E às vezes nem estão.. mas se não me derem argumentos para mudar, permaneço assim. Caso contrário, revejo meus princípios.

Também tenho aceitado opiniões, embora eu seja taurina e odeie que vão contra o que eu penso. Mas estou conseguindo parar pra pensar quem está de fato certo. Se eu sou a errada, reconheço. Com muito pesar, mas reconheço. 

Outro fator de evolução foi o fato de guardar mágoas. Ainda guardo, óbvio. Também não me tornei uma mulher de ferro. Mas enfim, consigo lidar melhor com elas. Esquecer que existem. E tratar bem quem as criaram. É. Tratar bem. Educação é a melhor arma para quem um dia te fez mal. Ou ainda faz. Ou quer fazer. 

E acima de tudo, me tornei a pessoa mais prática que eu conheço. Não sei se isso é uma qualidade, mas tem facilitado muito minha vida. Preocupar com coisas bobas, pensar demais, falar demais.. tudo me dá preguiça. O ruim disso é ter que aguentar pessoas contrárias à mim. Não tenho lá tanta paciência, mas ok.

Enfim, sobretudo, todavia, entretanto, embora, apesar de, não são características firmes.. são características do meu agora.

"Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante.."

Boa, Raul.

Beijos, da sumida M.E.



- Postado por: Emy =) às 21h21
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




31 de Agosto - Dia do Nutricionista!

Um prato, um sabor, a cada dia milhares de alimentos que fazem a vida de cada um melhor. Mas é da escolha certa da comida que se garante a saúde, a alegria de viver e um tempo a mais para se conquistar sonhos.

31 de agosto, dia do Nutricionista, dia de ter mais gosto em comer bem!

Beijos, da futura Nutricionista, M.E.




- Postado por: Emy =) às 16h23
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Tudo dando certo...

ME

Tô me afastando de tudo que me atrasa, me engana, me segura e me retém. Tô me aproximando de tudo que me faz completo, me faz feliz e que me quer bem. Tô aproveitando tudo de bom que essa nossa vida tem. Tô me dedicando de verdade pra agradar um outro alguém. Tô trazendo pra perto de mim quem eu gosto e quem gosta de mim também. Ultimamente eu só tô querendo ver o ‘bom’ que todo mundo tem. Relaxa, respira, se irritar é bom pra quem? Supera, suporta, entenda: isento de problemas eu não conheço ninguém. Queira viver, viver melhor, viver sorrindo e até os cem. Tô feliz, to despreocupado, com a vida eu to de bem.

Caio Fernando Abreu



- Postado por: Emy =) às 03h12
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Conversa de elevador.

Chegando da Expoagro às 5h30 da manhã de sábado, dia 16...

Pai: Como foi o show?

Eu: Ótimo! Os caras mandam bem demais..

Pai: Deu beiçada lá?

Eu: Dei.

Pai: Em quem????

Eu: Você não conhece.

Pai: E você conhece?????

Eu: Agora conheço.

Silêncio.

-

Eu não sei por que cargas d'agua meu pai tem sempre que me fazer perguntas que ele mesmo não quer ouvir a resposta.

M.E.



- Postado por: Emy =) às 19h57
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Ser atleticano.

Como todos sabem, os ultimos resultados do meu Atlético Mineiro não tem sido muito bons, o que faz com que se tornem piada na boca dos cruzeirenses (ô raça enjoada, meu Deus!).

Ontem, levamos de 3x0 pro Ceará. Eu costumo ficar quieta no meu canto quando isso acontece, mas sempre me vem um torcedor adversário falar no meu ouvido. Aliás, um não.. vários. E ultimamente, todos tem falado a mesma coisa pra mim: "ô Maria Emília, por que você não troca de time? Eu teria vergonha!". Eu geralmente não respondo ou entro na brincadeira, mas de verdade, a minha vontade é responder com outra pergunta: Por que? Você trocaria?

Trocar de time é algo absolutamente fora de cogitação para um atleticano.  Saibam que ser atleticano vai muito mais além do qualquer resultado de jogo. Na verdade, os resultados não interferem em nada nessa opção. Ser atleticano é questão de amor. E amor é assim, ou você tem ou você não tem. Não existe meio termo. E eu tenho. E eu sou. Vergonha eu tenho sim.. dos caras que estão jogando pelo meu time e que não honram a camisa que vestem. Mas vergonha do meu Galo? Nunca. 

O "Ser Atleticano" 

(Roberto Drummond) 

O atleticano é diferente de qualquer outro torcedor 
É diferente, pois não se restringe a ser 
Somente torcedor 
Ser atleticano é como casamento 
Na saúde e na doença 
Nas alegrias e nas tristezas 
Mesmo quando a doença parece não ir 
E as tristezas teimam em permanecer 
O atleticano é capaz de 
Após uma derrota humilhante 
Pegar a camisa no armário 
E sair às ruas 
Mesmo sendo alvo de piadas 
Isso por que o atleticano não torce por um time 
Torce por uma nação 
E tal qual em uma guerra 
Um cidadão não renega um país 
Mesmo que a derrota seja grande 
O atleticano apóia seu time na derrota 
Pois os obstáculos engrandecem 
Seu sentimento de nacionalismo 
E que me perdoem os que têm apenas títulos 
Claro que são importantes 
Mas o atleticano tem algo que os outros nunca terão 
Tem paixão!"

O amor de um atleticano ao Galo é algo que nenhum cruzeirense jamais entenderá. 

Saudações atleticanas.

Maria Emília.



- Postado por: Emy =) às 19h56
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Tô ficando velha..

Estou me achando idosa ultimamente.. Além de não ter pique mais pra sair todos os fins de semana, virar noites em boate, ir em todos os shows e por aí vai, a cada dia que passa, mais evidências de que estou ficando velha me aparecem...

Eu tenho uma amiga que, na época de escola, andávamos muito juntas. Ela se chama Jéssica (não, não é a Gel de um post logo mais embaixo... é outra Jéssica!). Sempre tive o sonho de ser Nutricionista e ela, de seguir os passos da mãe e se tornar professora. Quando estávamos no primeiro ano do ensino médio, ela começou a fazer magistério também. Eu me lembro de chamá-la de doida, por ter que estudar de manhã e à noite, mas ela gostava. No fim do terceiro ano, nós duas prestamos vestibular para a Univale. Eu, como todos sabem, para a tão sonhada Nutrição e ela para... Engenharia Civil e Ambiental. É. Desde então, nós duas estudamos em nossos respectivos cursos e infelizmente, nos distanciamos demais. Porém, apesar dela fazer Engenharia, ela terminou o "magis" e com isso, pode trabalhar como professora de crianças.

Bom, na faculdade então me surgiu um trabalho na qual, eu e meu grupo, teríamos de ir em uma escolinha para fazer avaliação nutricional das criancinhas que nela estudam. Não me parecia um trabalho muito fácil até eu me lembrar que a Jéssica está atuando como professora em um instituto novo. E pra minha sorte maior, a diretora já foi minha professora no Imaculada. Pimba!! 

Logo perguntei pra Jéssica se eu poderia realizar este trabalho por lá e ela conversou com a Cleisse (diretora), que nos liberou.

Essa semana então fomos lá pesar e medir os pequenos e hoje, voltarei para dar uma palestra sobre alimentação saudável.

Enfim, depois de contar isso tudo, vejam só... parece que me formei no terceiro ano ontem! Me lembro de tudo como se fosse um passado não tão distante... Mas hoje, cá estou eu, preparando meus materiais para dar uma palestra como Nutricionista para os alunos da minha amiga de colégio, Jéssica!

Como se já não bastasse isso, vou citar outra evidência que envolve a mesma situação da escolinha.

Quando eu estava no 1º ano do ensino médio, eu tinha um professor de Sociologia de nome Maximiliano (ou apenas Max). A mulher dele estava grávida e todos nós sabíamos. Certo dia, eu tinha aula com ele e o cara não apareceu. Nem sequer mandou notícias para a escola. É, o filho nasceu. A partir daí, era comum ele chegar afobado na aula, porque o Ramsés (nome do bebê) tinha passado mal, ou até mesmo, ele começar a dar a aula com um cotonete na mão ("Eu estava limpando a orelhinha dele e esse cotonete veio parar do meu livro!", dizia ele).

Pois bem, ao pesar e medir as crianças, me aparece um baixinho parrudinho de nome Ramsés. Olhei pra Jéssica como quem diz 'esse nome não me é estranho', e ela me confirmou que era o filho do Max. ELE TÁ ENORME! Me senti muito velha nessa hora. rs

Ou o meu passado que não saiu de mim ainda e eu tô achando que ele ainda é presente, ou o tempo tá passando rápido demais e não estou conseguindo me situar!

Mas quer saber? Tô gostando! rs.

Agora deixa eu ir, porque tenho que terminar de arrumar meus materiais para ensinar como se alimentar adequadamente para o Ramsés e seus colegas.

À esquerda, eu e Jéssica na época de escola. À direita, eu, meu grupo e a turminha da professora Jéssica rs.

Beijos, M.E.



- Postado por: Emy =) às 10h55
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Mais um ano se passa..

Há um ano eu dava adeus à minha menoridade, tendo em mente que nada mudaria na minha vida com isso - a não ser entrar os lugares sem preocupação com faixa etária e poder entrar numa auto escola. Mas quer saber? Mudou tanta coisa na minha vida nos meus 18 anos, que fica até difícil de falar..

Não creio que as mudanças tenham acontecido exclusivamente por causa da idade, mas de qualquer forma, muita coisa mudou (pra melhor!) e isso que me importa!

Hoje, me despeço dos tão sonhados 18 anos de idade e do, até agora, melhor ano da minha vida! E parto para os 19 com um gostinho de 'quero mais 18!'.

Agradeço muito a Deus por todas as coisas que me aconteceram! Boas ou ruins.

Das boas por terem me dado tantas alegrias! Mas principalmente das ruins porque foi com elas que aprendi, cresci e amadureci em diversos aspectos.

Que me venha mais um ano de muitas realizações e muito aprendizado!

E sempre com um sorriso no rosto, que não me deixo tirar!

 "Quero agradecer aquelas que me deram amor, que sorriram pra mim quando eu precisava; que afagaram meus cabelos enquanto eu chorava; que me indicaram os caminhos; que seguraram minha mão e disseram: “vai em frente” quando eu dizia não consigo”.

Agradecer aqueles que duvidaram de mim, que disseram que eu não era capaz e que deveria desistir; afinal foi por causa dessas pessoas que eu venci meus limites, que desafiei os acontecimentos e circunstancias. Foram essas pessoas que me impulsionaram a ser quem sou.

Agradecer a todos os sonhadores, que mesmo falhando me convenceram que valia a pena tentar. Aos que me deram atenção e aos que me negaram também, isso facilitou distinguir o os amigos dos conhecidos.

Agradecer ao que me ajudaram a estudar e aos que sempre me atrapalharam com suas conversas, piadas e travessuras. Sem estes, os anos de banco escolar não fariam sentido, afinal, é deles que saem os grandes amigos, as melhores festas, o primeiro amor...

Agradecer aqueles que me repreenderam severamente, que me podaram o sentimento, que me traíram, que me trocaram por outras pessoas, que me fizeram chorar, que me magoaram que me tiraram o chão, que me desfiguraram os sonhos, pois com essas pessoas conheci a face da dor e da desilusão e pude aprender tudo o que NÃO se deve fazer para alguém.

Mas...

... Acima de tudo, quero agradecer aquelas pessoas amargas, corruptas, egoístas, traiçoeiras, invejosas, torturadoras, manipuladoras, sem caráter, que cruzaram o meu caminho, pois com essas pessoas eu aprendi a lição mais importante da minha vida:

O TIPO DE PESSOA QUE NÃO QUERO SER!"

                                                                        Maria Rita Avelar

 

Um beijo em cada um que me visita por aqui!

Maria Emília Abreu de Miranda.



- Postado por: Emy =) às 23h33
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________