UOL

★ Blog Mais Legal UOL 2009

UOL

★ Blog Mais Legal UOL 2011

Link-me!




Histórico:

- 01/08/2014 a 31/08/2014
- 01/12/2013 a 31/12/2013
- 01/09/2012 a 30/09/2012
- 01/03/2012 a 31/03/2012
- 01/02/2012 a 29/02/2012
- 01/12/2011 a 31/12/2011
- 01/10/2011 a 31/10/2011
- 01/08/2011 a 31/08/2011
- 01/07/2011 a 31/07/2011
- 01/06/2011 a 30/06/2011
- 01/05/2011 a 31/05/2011
- 01/04/2011 a 30/04/2011
- 01/03/2011 a 31/03/2011
- 01/02/2011 a 28/02/2011
- 01/01/2011 a 31/01/2011
- 01/12/2010 a 31/12/2010
- 01/11/2010 a 30/11/2010
- 01/10/2010 a 31/10/2010
- 01/09/2010 a 30/09/2010
- 01/08/2010 a 31/08/2010
- 01/07/2010 a 31/07/2010
- 01/06/2010 a 30/06/2010
- 01/05/2010 a 31/05/2010
- 01/04/2010 a 30/04/2010
- 01/03/2010 a 31/03/2010
- 01/02/2010 a 28/02/2010
- 01/01/2010 a 31/01/2010
- 01/12/2009 a 31/12/2009
- 01/11/2009 a 30/11/2009
- 01/10/2009 a 31/10/2009
- 01/09/2009 a 30/09/2009
- 01/08/2009 a 31/08/2009
- 01/07/2009 a 31/07/2009
- 01/06/2009 a 30/06/2009
- 01/05/2009 a 31/05/2009
- 01/04/2009 a 30/04/2009
- 01/03/2009 a 31/03/2009
- 01/02/2009 a 28/02/2009
- 01/01/2009 a 31/01/2009
- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/07/2008 a 31/07/2008



Outros sites:

- Ao pé da Pitangueira (INDICO!!)
- Trocando em miúdos... (INDICO!!!)
- Frescuras de Jujubah
- Ingryd's Blog
- Emilia Abreu Antigo
- Fc Cesar Cielo


Votação:

- Dê uma nota para meu blog

Indique esse Blog


Contador:

Código html:
Cristiny On Line



Ah, férias..

Bom, estou eu aqui em Porto Seguro escrevendo esse post no Word para só posteriormente publicar no blog. Digo, assim que eu tiver internet, já que ainda não consegui roubar rede de ninguém, rs.

Estou aqui, na verdade, porque não poderia deixar de relatar sobre o percorrer da minha viagem hoje.

Sou acostumada a viajar de ônibus e sei bem como é estar dentro de um quando a viagem é muito longa (Aracajú e Maceió, por exemplo, fui de busão!). É cada conversa que você escuta e cada pessoa que você conhece que vou te contar, viu. Mas hoje foi, digamos, diferente. Obviamente conheci pessoas e pesquei conversas, mas as de hoje me chamaram muita atenção.

Pra começar, quando fomos comprar as passagens, já estavam quase todos os ônibus esgotados. O que nos restou foi o sentido Belo Horizonte – Porto Seguro, às 00h45 do dia 13 de janeiro. Além do mais, ficaríamos nós quatro (pai, mãe, irmão e eu) separados. Cada um num canto do ônibus. Mas ok, não tínhamos outra escolha.

Chegamos ao ponto de apoio às 23h30, na esperança do ônibus estar adiantado (o que no Brasil é praticamente impossível). Mas por incrível que pareça, ele tinha previsão de chegada para as 00h05. É, ficou na previsão. O maldito só saiu de Gov. Valadares às 2h da matina.

Ao entrar, meus pais tinham combinado de conversar com a pessoa que estava ao lado meu e do meu irmão para que pudéssemos trocar e assim ficarmos juntos. Mas não foi bem assim.

Quando entrei, vi que a poltrona ao meu lado já estava ocupada por uma moça. Antes fosse só ela. Na poltrona que pertenceria a mim, tinha um bebê conforto com um neném fofo de dois meses de vida dentro. Preciso dizer que passei a viagem inteira metida à babá ajudando a mãe? Não né?

Mas confesso que fiquei com dó. É engraçado como descobrimos metade da vida da pessoa em tão pouco tempo né? O baby tem problema na visão e sexta que vem opera. Supus então, pelo vai e vem da conversa, que ela e o Gabriel (o nenê) iam a BH com certa frequência para resolver essa deficiência. E fiquei feliz ao saber que teria solução dalí uns dias. Até me apeguei ao pequeno... Fofo mesmo! E a mãe também! Banquei a babá mesmo, sem ver problema algum naquilo.

Bom, a próxima parada após GV era Teófilo Otoni, e de lá, subiram duas amigas mais velhas (uma inclusive, divorciada e com três filhos – Henrique, Pedro e Guilherme. Tô falando que a gente descobre as coisas fácil!). De início elas me estressaram, pois entraram no ônibus por volta de 3h da madrugada e ficaram a conversar alto. Mas no fim, eu estava até rindo delas.

A mãe dos três filhos é uma mulher gorda. Bem gorda. Estava com uma blusa que estava apertada nela. A calça idem. Mas ela não parece ligar muito pra isso. É daquelas que falam alto, riem alto, e não sabem ser discretas. Puxou assunto com todos em volta e fazia questão de colocar um homem (aliás, duvido dessa masculinidade dele) que estava à minha frente na conversa, assim que soube que ele tinha especialidade no assunto em questão. Dentre os diversos, o que me chamou atenção foi o sobre religião. Bom, na minha opinião, esse não é um assunto que deve ser tratado em um lugar com pessoas que você não conhece. Vai que tem algum extremista ali no meio? Eu não me arriscaria. Mas, vou então relatar a conversa das duas amigas (R: rouca / G: gorda):

R: Eu estava lendo o artigo tal, do livro tal, e nele dizia que quando morremos, vamos para um lugar com muitos matinhos!

G: Não sei não. O catolicismo diz que a gente fica dormindo e comendo manjar.

R: Nunca ouvi dizer isso!! Seu catolicismo então é diferente do meu!

(todos riem)

G: É sério! Já ouvi dizer!

R: Isso é coisa de espíritas, não?

G: Não sei.

R: Sendo ou não, gostei da ideia. Adoro dormir, e manjar é uma delicia! Antes manjar que matinho, né?

(todos riem)

Bom, sendo verdade ou não, também gostei da ideia.

Outro que me chamou atenção foi um jovem que dizia vir pra Bahia pela primeira vez. E sem dinheiro.  Ele carregava consigo uma cartilagem de dentes de tubarão, na qual dizia que seu pai havia pescado e tentaria vender assim que chegasse à praia, pois não tinha dinheiro nem para hotel. Historia de pescador? Vai saber...

E pra terminar, o que achei mais engraçado e fofo. Há umas duas poltronas atrás de mim, sentava um menininho que tinha no máximo quatro anos de idade. Toda hora eu escutava ele perguntar à sua mãe: ‘Já estamos na Bahia?’. Bom, enquanto estávamos em Minas, eu achava aquilo normal. Mas aí entramos na Bahia e ele continuava a fazer a mesma pergunta. Foi quando eu reparei que ele associava o nome do Estado ao mar! E por não ter visto a água do oceano ainda, ele ainda não estava satisfeito.

Mãe: Meu filho, isso à sua volta é a Bahia!

Filho: Onde mãe? Não consigo ver a Bahia!

Mãe: Mas meu filho, você já está na Bahia!

Filho: Não tô não mãe, eu não tô vendo!!!

Mãe: Ai meu Deus!

Filho: Mãe, você só reclama! Isso não vai te levar a nada. Cadê a Bahia?

Pronto, foi ele falar isso que eu morri. Tem mais fofo, gente??

Enfim, acho que isso aqui já ficou um ‘mucado’ grande. Mas eu não podia deixar esses acontecimentos ficarem só na memória. Precisava arquivá-los.

E deixa eu ir... eu já achei a “Bahia”! E vou curti-la!

Beijos, M.E.

ps: post escrito em 13/01/2011. Já cheguei!! :)



- Postado por: Emy =) às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Alô Bahia! Alô Porto Seguro!

 

EU TO CHEGANDO!



- Postado por: Emy =) às 11h29
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




A janela.

Não sei por que cargas d'agua eu tenho mania de ficar na janela. Se eu entro no meu quarto, abro a cortina e olho a rua pela janela. Se vou sair do quarto, faço o mesmo. Se já estou no quarto, idém. E vou te dizer, viu.. Já chorei, já dei risada e já pensei muito na vida olhando lá pra fora.

Acidentes de carro, moto e atropelamentos são fatos constantes. Já vi carro parar dentro do corrego que passa aqui do lado. Aliás, há dois dias vi um motoqueiro parar la dentro. Já vi uma moto atropelar uma bicicleta, e enquanto todos prestavam socorro, outra moto atropelar outra bicicleta no mesmo lugar. Vi também, às 3 da madrugada, um carro perder o controle, bater numa àrvore com uma velocidade tao alta, que ele capotou morro acima (sim, morro ACIMA).

E as pessoas que passam? É cada coisa. Essa semana passou um grupo de pessoas, na qual uma moça estava com uma câmera fotografica em mãos. Confesso que fiquei irritada. A cada passo dos amigos, eram uns três flashes. Bom, ela deve ter ganhado de natal né. Fiquei rindo com minha mãe na janela, enquanto ela sugeria as legendas para as fotos no orkut rs.

Já vi conhecidos passarem também. Geralmente vigio as minhas amigas chegando. Quando elas dão o ar da graça na janela, eu desço. Outro dia, estava dando muito raio aqui em GV, e fiquei assistindo pela janela com minha mãe cada risco no céu. Nisso passa meu ex namorado. Claro que desejei que caisse um na cabeça dele, mas acho que foi em vão. Ele veio falar comigo esses dias. brincadeira, viu? somos amigos hoje! rs Já vi também pessoas na trilha do trem. Ás vezes desconfio que uns vão pra lá se drogar. Também já vi policiais rondando alí.

Ontem de madrugada vi um cara parado. Tenho certeza que é um colega de trabalho do meu pai! Mas como estava muito tarde, não o chamei pra confirmar. Vi que ele estava parado, olhando pro chão. O carro, a seu lado, estava vazio. Fiquei imaginando né, 'que diabos ele está fazendo, às duas da madrugada, parado, sozinho, na rua, olhando pro chão?'. Descobri. Ele "chamou o juca". Ok, fechei a janela.

Enfim, não entendo essa minha mania, mas que é interessante ficar de olho lá fora, é sim. Ainda mais que moro no sétimo andar! A visão é ampla, vejo uma àrea grande. Ás vezes vejo o que não queria, ou o que não devia, mas quando o sol se põe, por exemplo, é maravilhoso.

Talvez Roberto Carlos me justifique..

"Da janela o horizonte
A liberdade de uma estrada eu posso ver
O meu pensamento voa livre em sonhos
Pra longe de onde estou"

Ou talvez não. Mas de uma coisa eu tenho certeza...

Se essa janela falasse...

Beijos, M.E.

ps: a foto que inicia o post, é a minha visão da janela!



- Postado por: Emy =) às 18h47
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________